Mais Poesia

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Medos

Eu não tenho medo de falar da parte que me dói
Nem das minhas fraquezas
Nem de expôr minhas quase certezas
E nem de que fiquem sabendo das minhas tristezas 
Eu tenho medo do homem que finge ser o que não é
Que usa os outros para conseguir chegar onde quer
Que não é sincero com o próprio coração
Que vive de armação
Eu tenho medo dessa gente que se diz crente
Mas não vive o que diz
Tenho medo da maldade do homem
Que consegue causar dor nos outros sem nenhum arrependimento
É isso que eu temo e lamento
Tenho medo daquele que protesta por causas que são para o bem dos outros
Mas caçoa do homem que anda torto
Tenho medo de quem é contra o ódio, só na "hashtag"
Mas briga nas redes sociais por quem elege
Tenho medo de gente má
De gente que não se importa com quem realmente deveria se importar
Tenho medo dos fanáticos
E tenho medo da solidão
Essa solidão que tenho visto em tanta gente
E de pessoas tão egocêntricas
E cheias de razão
E por fim, estou começando a achar
Que também tenho medo de opinar

Aline Madruga

Nenhum comentário: