Mais Poesia

sábado, 31 de dezembro de 2016

Feliz Ano Novo

E no último dia do ano

Me faltou inspiração 

Mesmo com o peito

Tão cheio de emoção 

Já que palavras, nesse momento

São muito pequenas 

E fora de questão 

As últimas horas

Os últimos segundos

Me fazem ficar sensível 

Lembrando de todos os detalhes

Teve aprendizado

Superação de medos

E muita gratidão 

Desejo para o próximo ano

Saúde e luz

Amor e união 

Café e poesia

E Deus no coração 

Aline Madruga

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Agradecimento aos Desmotivadores

Obrigada àquele que disse um dia que meus poemas eram "bobinhos" e muito infantis
Obrigada a todos aqueles que um dia me desmotivaram em algo que eu fiz
Eu aprendi a não ouvir o que essa gente diz
Os que me motivaram foram mais fortes
Eu me coloquei em posição de sorte
Porque nada é mais poderoso do que um pensamento bom
E todo mundo deve valorizar seu próprio dom
Acredite e confie
E não desista, para que sua estrela brilhe
Todos nós temos sonhos
E Deus nos deu o amanhecer
Para fazer acontecer
Aline Madruga

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Natal

Se você não se lembra o que é o natal
Não faz mal
Ainda dá tempo de lembrar
É o nascimento de Jesus
Que veio nos salvar

Alguém que amou incondicionalmente
Sem nem ser parente
Que ensinou a amar
Sem algo em troca esperar

Então, não vamos deixar pra lá
Tudo o que Ele sofreu
Tudo o que Ele viveu
Ninguém nunca fará

Nesse natal
Pare para pensar
Se tem alguém a quem perdoar
Se você precisa melhorar

Cuida da sua família
Dos seus amigos
E de quem na sua vida chegar
Pede pra Ele te abençoar

Tenho certeza que do seu lado Ele sempre estará
Se na sua vida você deixar Ele entrar
Abra seu coração
E você sentirá uma grande emoção

Aline Madruga





terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Medos

Eu não tenho medo de falar da parte que me dói
Nem das minhas fraquezas
Nem de expôr minhas quase certezas
E nem de que fiquem sabendo das minhas tristezas 
Eu tenho medo do homem que finge ser o que não é
Que usa os outros para conseguir chegar onde quer
Que não é sincero com o próprio coração
Que vive de armação
Eu tenho medo dessa gente que se diz crente
Mas não vive o que diz
Tenho medo da maldade do homem
Que consegue causar dor nos outros sem nenhum arrependimento
É isso que eu temo e lamento
Tenho medo daquele que protesta por causas que são para o bem dos outros
Mas caçoa do homem que anda torto
Tenho medo de quem é contra o ódio, só na "hashtag"
Mas briga nas redes sociais por quem elege
Tenho medo de gente má
De gente que não se importa com quem realmente deveria se importar
Tenho medo dos fanáticos
E tenho medo da solidão
Essa solidão que tenho visto em tanta gente
E de pessoas tão egocêntricas
E cheias de razão
E por fim, estou começando a achar
Que também tenho medo de opinar

Aline Madruga

sábado, 3 de dezembro de 2016

Opiniões

Os que não querem ser julgados, julgam o tempo todo.
Uma opinião contrária, vira desaforo.
É...eu sei que, ultimamente, expor seu ponto de vista tem sido duro.
Mas acredite, é melhor do que ficar em cima do muro.
Quem tá no muro, só quer agradar tolos.
Mas no escuro, também tem sua opinião como todos.
Se quer paz, respeite as opiniões.
Afinal, não são elas que mudarão o mundo.
São nossas ações.

Aline Madruga