Mais Poesia

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Pedrinho e sua Bola Perdida

Pedrinho era um menino encantador.
Tratava todos a sua volta com muito amor.
Ele sempre foi muito esperto e brincava com quem estivesse por perto.
Mas um dia Pedrinho resolveu inventar.
Com uma nova brincadeira começou a assustar.
Fingia para as pessoas que sua bola tinha caído na floresta.
Assim, tentavam ajudar Pedrinho, procurando sua bola pelos caminhos. 
Mesmo sabendo que lá na floresta tinha muitos perigos: cobras, lobos, aranhas e grandes besouros.
Procura de lá, procura de cá. 
E nada de encontrar.
Pedrinho chegava de mansinho e de repente mostrava sua bola que não havia se perdido no caminho.
E assim continuou por alguns dias. 
Até que numa bela tarde, Pedrinho perdeu sua bola de verdade. 
Foi parar no meio da floresta.
Ele gritou e gritou, pedindo ajuda para as pessoas, mas não conseguiu convencer nem metade.
Todos já sabiam que Pedrinho fingia ter perdido a bola para assustar e desse jeito, ninguém queria ajudar.
Agora já era, Pedrinho ficou sem sua bola e é uma pena, já que ele gostava tanto dela.
Mas agora ele aprendeu a lição. Não vale a pena fingir para ninguém não.

Aline Madruga

Nenhum comentário: