Mais Poesia

terça-feira, 24 de maio de 2016

Dançarina Adormecida

Corpo em esboço
Mente aberta
Ela dança a noite toda
Até o fim da festa

Dentro dela
Uma dançarina adormecida
Que não quer ser esquecida
Louca pra ser revivida

Ela dança em seu altar
Sem ninguém a espiar
Ela coloca pra fora
E a música encorpora

Sempre se desafia
Todo ritmo
Uma coreografia
Um passo

Um, dois
Três, Quatro
Cinco, seis
Sete, Oito

E assim repete
Sua sequência aliviada
Muitos "chimes"
Com boas batucadas

Lindas lembranças
De ensaios e apresentações
Dançava com o coração
Com amor e gratidão

Ela dança com o corpo
Ela dança com a alma
Só quem ama tudo isso
Sabe como é estar parada


Aline Madruga






Um comentário:

Mabel Madruga disse...

Esse teu dom realmente me encanta,filha
Cada dia você escreve coisas lindas e com uma facilidade que impressiona.
Te amoooooooo! !!
Parabéns !!
Mamãe