Mais Poesia

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Não! Era Paixão!

Não, não era paixão
Paixão tira seu chão 
Você faz loucuras
Causa dores duras
Você sente calafrios
Fica trêmulo
Perde a fome
Some
Esquece o que é real
Não lê mais jornal
Fica irracional
Comete insanidades
Faz barbaridades
Esquece a hora
Sofre
Engole sapo
O coração fica em fiapos
Fica cego
E quando abre os olhos
Percebe
A desilusão
É...era paixão.

Aline Madruga


terça-feira, 24 de maio de 2016

Dançarina Adormecida

Corpo em esboço
Mente aberta
Ela dança a noite toda
Até o fim da festa

Dentro dela
Uma dançarina adormecida
Que não quer ser esquecida
Louca pra ser revivida

Ela dança em seu altar
Sem ninguém a espiar
Ela coloca pra fora
E a música encorpora

Sempre se desafia
Todo ritmo
Uma coreografia
Um passo

Um, dois
Três, Quatro
Cinco, seis
Sete, Oito

E assim repete
Sua sequência aliviada
Muitos "chimes"
Com boas batucadas

Lindas lembranças
De ensaios e apresentações
Dançava com o coração
Com amor e gratidão

Ela dança com o corpo
Ela dança com a alma
Só quem ama tudo isso
Sabe como é estar parada


Aline Madruga






domingo, 22 de maio de 2016

Abraço

Tem abraço apertado
Juntinho e colado
Abraço de agrado
Abraço sem razão

Abraço de saudade
Abraço com pressão
Abraço sem maldade
Abraço que tira o chão

Tem abraço de "até logo"
Abraço de despedida
Abraço da partida
Por boas coisas vividas

Abraço tímido
Abraço de amigo
Abraço em pensamento
Abraço de momento

Tem abraço roubado
Abraço de frio
Abraço de "tapinhas nas costas"
Abraço de lado

Tem abraço de filme de terror
Depois de um susto, com pavor
Abraço com a cabeça no peito
Abraço que dá calor

Tem abraço coletivo
Abraço de desconhecidos
De início de namoro
Abraço de ano novo

Tem abraço de criança
Abraço com esperança
Abraço na ponta do pé
Abraço de fé

Abraço no gato
Cachorro e papagaio
Abraço  de "urso"
Abraço esmagado

Abraço apaixonado
Abraço de conchinha
Abraço de mãos
Abraço com tesão

Tem abraço que tira o medo
Abraço sem jeito
Abraço com final feliz
Abraços em troca de beijos

Tem abraço por abraçar
Porque abraçar  é bom
Tem abraço de pai e de mãe
Que acalma o coração

Tem abraço de filho
Abraço de irmão
E eu preciso de muitos abraços
Pro meu dia não passar em vão

Um forte abraço
Alivia qualquer tensão
Por isso abrace
Sempre com emoção

Abrace com gosto
Até quem não  gosta de você
Não existe quem não sinta num abraço
Alegria de viver

Abrace
Se não  souber o que dizer
Arrumaram um dia pro abraço
Mas todo dia quero abraçar você

Aline Madruga

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Escolha da Alma

Tão profunda
Tua alma fecunda
Espero que não se confunda
Com tantos sentimentos
Escolheu se enfurecer
E sem perceber
Não conseguia mais deter
Esse sentimento nada doce
De más influências
Com baixas tendências
Antes fosse pra somar
Mas se não me engano
Vem de um amor profano
Que só vem causando danos
Amor de verdade
Te eleva
Não tem nada a ver com metade
Nem vaidade
Apenas te invade
De uma maneira
Tão intensa
Que te faz inteira


Aline Madruga

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Sorria Sempre

Dias ruins... 
Sempre irão existir
Mas eles passarão 
Bem mais rápido 
Se você sorrir
Passar em branco? 
Não vai...
Se um dia, um dia meu 
Passar em branco
Eu caio em pranto
Então, não deixe nunca 
Esse sorriso sumir
Mesmo que ouça besteira
Dos descrentes
Pior do que ter dias ruins
É não ser sorridente

Aline Madruga

Amor e Interesses

Tava pensando um dia desses
A maioria dos relacionamentos 
São movidos por interesses 
De diversos tipos, com várias intensidades 
Interesse sexual 
Interesse material 
Às vezes, um interesse banal
Mas nunca é totalmente puro 
Ninguém te ama lá do fundo 
Se é tua mãe, teu pai 
A chance de ser interesse, se vai 
Tem gente que só tá presente
Porque anda ganhando presente 
Talvez seja esse o motivo do nome ser "presente"
E tem gente que some da sua vida, de repente
Porque você mostra demais os dentes 
O interesse tá ali 
Uma hora você vai descobrir 
E são poucas as vezes 
Que um relacionamento dura anos, às vezes só meses 
Eu busco o raro 
Mas todos os outros me deixa bem claro
Ninguém te ama 
Só pelo seu papo

Aline Madruga

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Felicidade do Tamanho do Mundo

Toda felicidade do mundo para você
Opa! Do mundo todo não
Se não, alguns vão ficar sem ter
Que seja a felicidade do tamanho do mundo
Esse seria o melhor jeito de dizer
Mas isso é o que desejo para você
Num mundo onde estamos sempre à mercê
Do que está para acontecer
Mas desejo que você use muito bem
A lei da ação e reação
E que nunca perca a razão
Faça o bem, de coração
Se não, não vale não
E que você sempre tenha tempo para o perdão
Que ame com toda disposição
Seja sempre um bom anfitrião
Mesmo que não façam isso por você
Você tem que ser pros outros o que quer que sejam pra você
Com certeza alguém tá vendo tudo
Essa é a lei do mundo
Faça caridade sem vaidade
Dê atenção sem interesse
Faça valer a pena cada momento desse
Você vai ver com o tempo
Que mesmo que não tenha muitos ao seu lado
Você sempre vai se sentir amado
Porque quem amar você, vai amar para valer
Então, seja feliz do tamanho desse mundão
As coisas boas, virão!

Aline Madruga



sexta-feira, 6 de maio de 2016

Enquanto Havia Cerimônia

Aquelas duas pessoas
Se conheceram
Tudo fluía
Enquanto havia cerimônia

Foi quando a convivência se estreitou
De assuntos mais profundos se falou
Seus medos e desejos 
Já não eram mais segredo

Quanto mais se conheciam
Mais se afastavam
Quanto mais próximas
Menos se falavam

Aí que se percebeu
Que naquela relação
O melhor e mais saudável
Era aquela cerimônia

A cerimônia existia
E as deixava menos frias
E cuidavam daquela relação
Com todo coração

Aline Madruga