Mais Poesia

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

A Poesia Reapareceu

Que pena que por você
Muitas cartas rasguei
Que pena que por você
A poesia larguei

Muitas passagens da minha vida
Ali, foram esquecidas
Todas elas faziam parte
Do que sou hoje em dia

Que bom que alguém chegou
E tudo mudou
Algo dentro de mim floresceu
E toda poesia reapareceu

Aquelas antigas
Não tenho mais
Mas não tem problema
Quanto mais se vive
Mais se faz

E tem sido assim
Livros, amor, poesia
Ou um ou outro
E todos no mesmo dia

Aline Madruga


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

A Maldade Dela

Ela tá com mania de colocar palavra na minha boca
Que louca
Ela coloca palavra na boca alheia
Que feia
Melhor me manter distante
Essa mania é um perigo constante
Pode causar discórdias
Desordens e brigas
Em um instante
Que pessoa implicante
E ela não se toca
Ela vibra com fofoca
Tá sempre com a boca torta
Nem se importa
Depois que o circo pega fogo
Faz cara de desgosto
Mas aí não adianta nada
Foi ela quem pôs a palha
Pro fogo pegar mais rápido
A maldade dela tarda
Mas não falha

Aline Madruga

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Para Minha Irmã

Essa nossa semelhança
Todo mundo vê
Eu sinto
Tá comigo
Tá embutido

Nossos laços foram traçados
Muito antes da maternidade
Pra toda eternidade
A nossa verdade

Desde criança
É forte a lembrança
É como se eu estivesse só comigo mesma
E ao mesmo tempo com alguém
Você me faz bem

Você sente, eu sinto
Você olha, eu vejo
Você pensa, eu digo
De você, nunca me desligo

É mais que uma irmã
É mais que genética
É coisa de outras vidas
Há muito tempo, amigas!


Aline Madruga


quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Hoje eu vou de frase

O burro acha que o outro não é inteligente só porque tem opinião diferente.

A Que Preço?

Que preço você quer pagar
pra presente estar?
Uma roupa cara,
uma casa nova.
Tudo isso um dia se joga fora.
Daqui, nós vamos embora.
Às vezes, não demora.
O que você deixa
são histórias,
amores,
carinho,
palavras ditas.
Isso vai além da vida.
Até quanto você tem pra dar?
Isso não vai importar.
Se alguém triste você deixar.
Se aquele vizinho
você não cumprimentar.
Se dos seus filhos 
e dos seus pais
você não cuidar.
Pra onde vai seu status?
Se com os outros
você não tiver tato.
Pra quem você quer mostrar?
Os que com isso se importam,
uma fé em você
não botam.

Aline Madruga

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Escrito em 16/01/2016 - Nosso Canto, Que Encanto!

Seus defeitos
em mim, não fazem efeito.
Suas manias
já fazem parte da minha rotina.
Não vivo sem!
Todo mundo tem,
mesmo que você não seja todo mundo.
Cada dia que passa
te conheço mais lá no fundo.
Me passa sua essência.
Me tira essa carência
e vem com indecência,
sem muita inocência.
Já basta o ar pesado
dos dias agitados
pelos quais temos passado.
Você perto de mim
por horas sem fim
com o pôr do sol, 
num jardim.
Nós todos juntos e um pouco mais.
Isso me traz paz.
Não me canso.
Eu te pego e danço
no nosso balanço,
no nosso ritmo.
no nosso canto,
sempre há um encanto,
em tudo o que fazemos.
Pra isso vivemos.
E assim viveremos!


Aline Madruga


segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Vamos Viver Sem Pressa

Sem pressa
Ainda temos coisas pra curtir à beça
Ir direto ao que interessa

Essa vida cheia de surpresas
Não temos tempo pra tristeza
No meu coração sinto leveza
Vamos curtir muito
Pode ter certeza

Lá na frente vamos sorrir
Todos os nossos sonhos realizados
Vamos gargalhar feito retardados

Mas sem pressa
Não vamos dar esse gostinho ao tempo
Que já passa rápido como o vento

Aline Madruga


domingo, 14 de fevereiro de 2016

A Culpa Pesa

Algumas frases bem bonitas 
Expostas em seu facebook
Com lindas lições de moral
E assim ela se sentia menos mal

Parece que só de expor lindas frases
Ela sentia que podia fazer as pazes
Não com ninguém
Com ela mesma
Fugir da tristeza

Mas lá no fundo ela sabia
Que toda essa preocupação
Em mostrar tanta lição
Não era a toa não

Era a culpa batendo no seu peito
Por tudo o que ela tinha feito
Como cúmplice
A palavra dita e esquecida
Fazendo pensar na vida

Pior do que coisas e trecos
São as palavras ditas sem teto
Sem chão
Pra quê dizer então?

Essa falta de palavra
Não foi um deslize
Então não se vitimize
Realize
Sem crise

Aline Madruga

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Dia de Casamento


Está chegando o grande dia
Dia de muita alegria
Com muitas flores
Muitos amores

Um dia sem fofocas
Sem chacotas
Sem cabeças cheias de minhocas
Por favor!

Pra cada metro quadrado
Uma dança
De casal e de criança
Uma taça de champagne
Pessoas cheias de esperança

Ao fundo, o mar
Pronto pra nos amar
Com seu cheiro pelo ar
Vindo abençoar

Pra esse grande dia
Desejo toda paz
Mesas fartas de comida
Sorriso estampado 
Com boa energia

Com a benção de Iemanjá
Melhor lugar não há
Ao final deste dia
Um casamento 
E mais alguém para amar

Aline Madruga


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Aconchego com Você


É acordar sem pressa
Do meu quarto ouço Beatles tocar
E na sala lendo jornal
Você vai estar

Eu já sei o meu caminho
Vou direto pro seu colo pedir carinho
E não há nenhum outro lugar
Que eu queira ficar

Nesse momento 
Só quero te abraçar
E enquanto tiro meu último cochilo
Uma coçadinha nas costas você vai me dar

Uma saudade imensa bate agora
Daquela fase, da minha aurora
Esse era meu café ao despertar

Dessa parte sempre vou lembrar
Era o meu melhor amanhecer
Até chegar a hora de crescer
Pronto! Agora meu dia pode começar

E poemas melhores tenho pra escrever
Sobre você, muitas histórias pra contar
Pois agora, partes de mim
Recebem os mesmos aconchegos sem fim

Aline Madruga

sábado, 6 de fevereiro de 2016

A Flor Mais Linda do Meu Jardim

Eu gosto de você assim
Quando está no meio do seu jardim
Eu gosto de você animada
E você sabe que é amada.

Eu gosto quando você sorri pra mim
Mas não é qualquer sorriso
É esse que você dá
Que vem da alma

Eu gosto de estar perto de você
E de saber que isso te faz bem
Gosto de te ver feliz
E é isso que você também me diz

E eu espero que se torne hábito
Esse seu sorriso fácil
Que transborda amor e paz

Se depender de mim
Será sempre assim
E seu jardim sempre florescerá
E em volta de você vai estar

Nosso amor é algo certo
Então me dê sempre esse sorriso aberto

Que vem da alma
Que me traz calma
Que só você faz
Amor de mais e mais...

Aline Madruga

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Atirando Pedras

Qual é o problema de ver dois homens ou duas mulheres se beijando?
A sua vida, como você anda levando?
Será que da sua esposa você está cuidando?
Será que suas contas você está pagando?
Que sentimentos vão dentro do seu coração?
Seus desejos são todos decentes?
Você sabia que já deixou muita gente carente?
Então tente, tente reparar mais no que vai julgar.
Dois homens ou duas mulheres se beijando não é errado. Talvez os segredos que deixou escapar, sim. 
Fora todos aqueles que ficaram no ar.
Você já parou pra pensar?
Resolveu no espelho se olhar?
Só pra constar, tente se colocar no lugar daquele que sabe amar.
Será que se você sentisse na pele não sentiria prazer?
De prazer você entende, né?
É só isso que você busca no meio de tanta gente.
Seu próprio prazer, não importa o que possa acontecer.
Pra mim errado é: matar, roubar, mentir, trair, cobiçar, hipocrisia, pedofilia.
Você já fez algum desses?
Pode ser que façam parte dos seus interesses.
Mas vamos lá, continue a julgar.
Afinal, você deve ter muitas pedras pra jogar.

Aline Madruga

Em Tempo de Explodir

Tem horas que parece que o mundo quer me engolir
Preciso fugir
Sumir
Reagir
Tem horas que não consigo manter o equilíbrio
Acabo sufocando
Não suportando
Me estrangulando
Tem horas que um vazio insiste em aparecer
Me faz enlouquecer
Tento esquecer
Quero resolver
E aí fico numa rua sem saída
Inibida
Me sentindo entupida
Pior que a despedida
E quando me entrego a esse sentimento
Um ciclo contínuo vira meu tormento
Não consigo passar o tempo
Torna-se dolorido cada movimento
Mas amanhã é outro dia
Nunca me considero falida
Sempre vou cuidar da minha vida
Me sinto protegida

Aline Madruga 

O Circo na Cama

O quarto vira um grande tablado
O clima quente, com poucas luzes 
Transforma tudo aquilo
Num espetáculo
O circo tá formado
O show começa com a bailarina
Que com sua linda dança, anima
Logo, ela tira a saia de tule
E vira uma sexy contorcionista
Com suas pernas
Faz ele virar ilusionista
Nessa de fazer sumir e aparecer
Tudo começa a aquecer
E pela roda de fogo
Vai começar a acrobacia
A cama vira uma cama elástica
Seus corpos pulam cada vez mais
Até o "gran finale"
Chega ao fim o espetáculo
Ele acaba o show
E vira pro lado
Palhaço!

Aline Madruga


terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Pequena...Grande Mulher!

Ela é pequena que só.
Por causa do seu pequeno porte,
acabou desenvolvendo esse lado forte.
Que sorte!
Se precisar, vai do sul ao norte.
É uma pequena grande mulher.
Pronta pro que der e vier.
Nada abala sua fé.
Sabe como é que é...

Aline Madruga