Mais Poesia

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Não, Ela Não Vai Mudar!


Ela já falou tanto dos outros,
que os outros já não querem mais saber.
Falou de você para mim,
falou de mim para você.
Não, ela não vai mudar!
Sim, ela gosta de difamar.
Dentro dela vejo dor.
Talvez seja quem mais precise de amor.
E as palavras dela a irão sufocar,
até sozinha ela ficar,
com tanta amargura que tem pra soltar.
Não, ela não vai mudar!
E por pena será bem tratada
e por compaixão será amada
Sim, ela vai se engasgar,
com todo veneno que insiste em soltar.
E assim sempre será.
Dia após dia, ela vai viver,
sozinha com suas ervas daninhas,
que todos a sua volta conseguem ver.
E nem perderão mais tempo, em tentar deter.
Não, ela não vai mudar!
Sim, ela precisa se amar!

Aline Madruga